Consultoria Gratuita

Alunos na escola com a idade certa + boas notas no Enem = menos homicídios e mais empregos, diz estudo

Por Equipe G. Gospel em 14/03/2022 às 10:55:19
Novo índice de educa√ß√£o criado pelo Insper analisa trajetória de estudantes nos anos seguintes ao da conclus√£o do ensino médio. Estudo mostra que combater as distor√ß√Ķes idade-série e investir no preparo dos alunos (para que eles tenham boas notas no Enem) s√£o a√ß√Ķes com impacto direto na redu√ß√£o da violência e no aumento do número de contrata√ß√Ķes de jovens. Sala de aula em escola municipal em Macap√°

PMM/Divulgação

Um novo índice, criado pelo Insper e divulgado nesta segunda-feira (14), mostra que o avan√ßo na qualidade da educa√ß√£o b√°sica pode trazer impactos positivos a curto prazo, como redu√ß√£o de homicídios entre jovens, aumento da empregabilidade e crescimento no número de matrículas nas universidades.

LEIA TAMBÉM:

'SERIA MELHOR NÃO PAGAR?' Alunos em dia com Fies se revoltam por ficarem de fora de desconto oferecido pelo governo

RENEGOCIA√á√ÉO DE DÍVIDAS DO FIES: entenda as regras

PRETA, POBRE E DE ESCOLA PÚBLICA: jovem grava rea√ß√£o ao descobrir que passou em medicina

O chamado "Ideb -Enem" (sigla que junta o "Índice de Desenvolvimento da Educa√ß√£o B√°sica" ao "Exame Nacional do Ensino Médio") leva em conta, por município, dois aspectos:

porcentagem de alunos que estavam matriculados na escola aos 6/7 anos de idade e que, cerca de dez anos depois, terminaram o ensino médio e prestaram o Enem (aos 17/18 anos);

notas que o grupo tirou no Enem em cada uma das provas (ciências da natureza, ciências humanas, matem√°tica, linguagens e reda√ß√£o).

Os pesquisadores Luciano Salom√£o (FEARP-USP) e Naercio Menezes Filho (C√°tedra Ruth Cardoso/ Insper e FEA-USP) examinaram como os números registrados de 2009 a 2014, nas vari√°veis listadas, influenciaram nos índices de violência, de ingresso no ensino superior e de empregabilidade desses mesmos jovens nos anos seguintes (de 2014 a 2019).

Eles concluíram que o aumento de 1 ponto no novo indicador j√° representou:

diminui√ß√£o de 25% nos homicídios;

aumento de 15% nas matrículas em institui√ß√Ķes de ensino superior

e elevação de 200% na geração de empregos.

As melhoras mais substanciais no Ideb-Enem foram registradas em cidades do Rio de Janeiro e do Cear√°, segundo o estudo.

Vídeos

aos 17/18 anos de idade 10 anos depois e

Fonte: G1

Comunicar erro
Marketing para Advogados_2

Coment√°rios

Supletivo_01 - Local 3