Marketing para Advogados
CMVR_Novembro 2021

"Round 6": Conselho recomenda a pais que não deixem filhos assistir a "violenta série"

Por Equipe G. Gospel em 19/10/2021 às 13:44:31

Tal qual no Rio de Janeiro (RJ), após relatos de que crianças de apenas seis anos estavam copiando os desafios – e os castigos – no estilo Battle Royale mostrados na série coreana "Round 6?, sucesso estrondoso da Netflix, conselheiros da área de educação no distrito britânico de Central Bedfordshire, ao norte de Londres, enviaram uma mensagem a pais e responsáveis aconselhando-os a não deixarem os pequenos assistirem à "violenta" produção.

Na Inglaterra, o seriado tem recomendação para ser assistido apenas por maiores de 15 anos. "Estejam vigilantes. Aconselhamos veementemente que as crianças não assistam a "Round 6". O programa é bastante explícito, com muito conteúdo violento", diz o e-mail enviado a diversos pais e responsáveis.

Recentemente, houve relatos de escolas em todo o Reino Unido e em outros países, observando incidentes em que as crianças reproduziam certos jogos do programa e puniam fisicamente os perdedores.

Round 6
Conselho na Inglaterra recomenda a pais que não deixem filhos assistir a "Round 6". Imagem: Youngkyu Park/Netflix

Em "Round 6", pessoas endividadas participam de competições similares a brincadeiras infantis em busca de um prêmio em dinheiro, mas os derrotados são mortos. De acordo com o jornal britânico The Guardian, mesmo crianças que não assistiram à série propriamente dita têm tido acesso a imitações dos desafios do programa por meio de vídeos em redes sociais, como o TikTok, e de jogos de computador ou celular baseados na série, como "Roblox" e "Minecraft".

Segundo os relatos recebidos pelas autoridades educacionais de Central Bedfordshire, crianças em parques estariam recriando as brincadeiras da série agredindo às que falhassem nos desafios.

Entre os jogos da série, dois especialmente populares no Reino Unido são o "Batatinha Frita? 1, 2, 3", em que os pequenos tentam terminar um percurso enquanto uma pessoa selecionada (substituída na produção por uma boneca gigante) não está olhando; e a "colmeia de açúcar", em que os menores precisam recortar formas geométricas em um biscoito – no caso, há ainda a preocupação de que as crianças possam se queimar com caramelo quente no preparo.

"Recentemente, houve alguns relatos preocupantes sobre crianças e jovens jogando brincadeiras de "Round 6" enquanto estão na escola. A série também está sendo vista em outras plataformas, como YouTube e TikTok, e dada a popularidade dos jogos no programa, os desenvolvedores fizeram vários minijogos baseados para o "Roblox" e outras plataformas", argumentou o e-mail do conselho. "Aconselhamos veementemente que as crianças não assistam".


Marketing para Advogados_Entre


Fonte: Agência EBC

Comunicar erro
Marketing para Advogados_2

Comentários

Supletivo_01 - Local 3