EJA 1
CMVR_Setembro_2021

Grécia e Itália sofrem com incêndios florestais e temperaturas acima de 40°C; veja vídeo do combate ao fogo

Por Equipe G. Gospel em 01/08/2021 às 09:18:14
A Grécia foi atingida por uma onda de calor de até 44°C. Regiões de florestas começaram a pegar fogo. Grécia, 44°C: bombeiros tentam controlar incêndios em floresta

Países mediterrâneos continuam a enfrentar o avanço de incêndios florestais neste verão europeu. A Itália registrou mais de 800 novos focos de fogo neste fim de semana e, na Grécia, oito pessoas ficaram feridas na queima de 20 casas.

O vasto incêndio continuava neste domingo (1º) no noroeste do Peloponeso, perto da cidade de Patras, conforme a Defesa Civil grega. Cinco vilarejos foram evacuados por precaução. As vítimas foram hospitalizadas com problemas respiratórios e queimaduras leves.

Incêndio em Labiri, na Grécia, em 31 de julho de 2021

Eurokinissi / AFP

O fogo começou no sábado (31) devido às altas temperaturas, que subiram para até 44°C. A onda de calor começou na sexta-feira (30), de acordo com serviços meteorológicos.

LEIA TAMBÉM

Incêndios florestais deixam seis mortos na Turquia; veja vídeo de pessoas fugindo do fogo

Na madrugada de domingo, cerca de 300 bombeiros, com 77 caminhões, oito aviões de combate a incêndio e cinco helicópteros, tentavam controlar as chamas.

Desde a manhã de sábado, 58 incêndios florestais foram registrados. A maioria foi rapidamente controlada.

Incêndios florestais deixam mortos e feridos na Turquia

O fogo causa enormes engarrafamentos, bloqueando os motoristas por horas. A estrada principal entre Corinto e Patras foi fechada ao tráfego no sábado, assim como a ponte Rio-Antirio, que liga o Peloponeso e a Grécia continental.

O país enfrenta com frequência dramas como esse. Em julho de 2018, 102 pessoas morreram na cidade costeira de Mati, perto de Atenas, o pior balanço de vítimas por um incêndio no país.

Fogo no sul da Itália

Já na Itália, o sul do país é o que mais sofre com o problema. As temperaturas têm chegado a 40°C nos últimos dias.

"Em 24 horas, os bombeiros efetuaram mais de 800 intervenções: 250 na Sicília, 130 em Apúlia e Calábria, 90 em Lácio e 70 na Campânia", informaram os bombeiros, em um tuíte. "O trabalho das equipes também continua na Catânia, em Palermo e Siracusa", acrescentaram.

A falta de chuvas intensifica os riscos. No fim de semana passado, mais de 200 hectares de florestas viraram cinzas na região de Oristano, no oeste da Sardenha.

Já no norte, são as tempestades de granizo que preocupam. "Os prejuízos dos estragos causados por todo lado nos campos no norte da Itália por violentas tempestades e queda de granizo neste verão, que está maluco, já chegam a dezenas de milhões de euros", denunciou o Coldiretti, um dos principais sindicatos agrícolas do país.

Veja os vídeos mais assistidos do G1

Fonte: G1

Comunicar erro
Supletivo_01 - Local 2

Comentários

Supletivo_01 - Local 3