EJA 1
CMVR_Outubro_2021

Mulher é curada de câncer no estômago

Por Equipe G. Gospel em 14/05/2021 às 12:14:23

Em meados de 2016, Priscilla de Oliveira, hoje com 32 anos, começou a sentir um mal-estar e muita dor no estômago.

Após quatro meses enfrentando os sintomas, ela procurou ajuda médica. "Comecei a vomitar tudo o que comia, ate a água que eu bebia.

Cheguei a ponto de vomitar sangue. Perdi completamente o apetite e fui emagrecendo excessivamente", recorda.

Exames como o de endoscopia foram feitos e apontaram uma forte gastrite causada pela bacteria Helicobacter pylori. "Tive que fazer um tratamento com antibioticos e inibidores da bomba de proton, porem, sentia mais dores e definhava. Durante oito meses, os medicos falavam para eu ter pacie?ncia, pois a gastrite era assim. Eu sabia que tinha algo errado. Busquei outras opinio?es médicas e na terceira endoscopia desconfiou-se de algo mais grave, pois meu problema no estômago tinha piorado consideravelmente."

SUSPEITA E DESCOBERTA
A suspeita era de linfoma de Burkitt (um linfoma não Hodgkin), ca?ncer altamente agressivo com potencial de metastase (que se espalha pelo corpo e acomete outros órgãos). O médico pediu um exame chamado imuno-histoquimica e a doença foi confirmada. "Precisei iniciar o tratamento a?s pressas", conta.

BATALHA INTERNA
Priscilla é casada há 12 anos com o Pastor Daniel, de 35 anos. "Senti uma pressa?o do inferno me cercando com pensamentos terriveis: "como Deus te deixou ser ta?o humilhada assim?", "o que você fez para merecer isso? e "você serve a Deus desde a infa?ncia, porque Ele te desamparou?" Ate que dei um basta, repreendi com revolta a autocomiserac?a?o e orei: "Meu Deus, na?o entendo o porque? de tudo isso. Se eu tiver que entrar na fornalha, la dentro o Senhor dará o livramento. Eu so preciso que o Senhor va comigo nessa batalha"".

O TRATAMENTO
Ela fez quimioterapia e, como o ca?ncer e o tratamento eram bastante agressivos, ela precisou ficar internada.

A primeira internação durou 27 dias. "Precisei fazer o implante de um cateter para receber a quimioterapia e, na cirurgia, houve complicac?o?es. Tive um pneumotorax, que é quando o ar escoa para o espac?o entre os pulmo?es e a parede toracica. Fiquei com quilotorax, acúmulo de linfa no espac?o pleural, e tive derrame pleural (acúmulo de fluidos em torno dos pulmo?es por causa da inflamac?a?o). O que ja estava ruim ficou muito pior. Um dreno toracico precisou ser implantado. A dor era ta?o grande que parecia que eu tinha uma faca fincada no meu torax e tive que tomar medicamento na veia para suportar. Fiquei com ascite, que e a barriga inchada por líquido. Falaram que poderia haver efeitos permanentes, como perda de func?a?o renal e cegueira, e que o pulma?o nunca mais seria o mesmo. Houve uma medica que disse que meu estômago estava tomado, que eu provavelmente teria que fazer uma gastrectomia total (a retirada de todo o estômago), pois seria impossivel recuperá-lo."

Um dos momentos difi-ceis para Priscilla foi lidar com a queda de cabelo. "Ao me olhar no espelho, careca e com 35 quilos, so pele e osso, veio novamente aquela maldita voz do sentimento para me abalar, mas a repreendi e disse que a minha beleza vinha de dentro, da força do Espírito Santo."

RESPOSTA
Priscilla ouvia a Fé falar mais alto: "a Fe me dizia que essa enfermidade na?o era para a minha morte, mas para a glória de Deus. Por isso, lembro de pedir ao meu esposo que tirasse varias fotos, porque iríamos glorificar o nome do Senhor Jesus. Era junho de 2017. Tudo na nossa vida sempre foi no Altar e naquela situac?a?o na?o seria diferente. Na?o bastava falarmos para Deus que confiavamos em Sua Palavra, tínhamos que provar com atitudes. Na?o era a compra do milagre, mas nossa prova para que Deus e nós mesmos soubéssemos o quanto confiavamos nEle. Ele viu nossa confianc?a materializada por meio do nosso voto de sacrificio."

E, como o Altar não deixa ninguém sem resposta, ela não demorou a chegar. "O medico, ao fazer o raio X do pulma?o, ficou perplexo, pois inexplicavelmente o líquido secou e o ar sumiu das cavidades do pulma?o. Ele ate pediu para repetir o exame, pois achou que podiam ter trocado os resultados, mas na?o houve confusa?o, mas milagre. Era como se meu pulma?o nunca tivesse sofrido absolutamente nada.

Quando fizeram um exame chamado PET Scan, para ver se o câncer estava em outras partes do corpo, o medico viu outro milagre: a doença na?o tinha se espalhado e estava regredindo. O doutor que cuidou de mim vibrava a cada milagre. Ele disse que nunca tinha visto algo assim em tantos anos de profissa?o. Tive alta, ganhei peso e meu estômago ficou 100% restaurado."

Hoje, Priscilla tem uma vida saudavel. "Como de tudo, na?o tomo remedio e só uso a água do tratamento que consagramos aos domingos na Igreja. Quando decidimos usar a Fé, nos tornamos um gigante. Toda honra, glória e louvor ao nome do Senhor Jesus Cristo e, enquanto Ele me permitir viver, sera para glorificar Seu nome e mostrar com provas vivas Seu poder magnífico", encerra.

Comunicar erro
Supletivo_01 - Local 2

Comentários

Supletivo_01 - Local 3