CMVR - ABRIL/24

Mãe e filhas são resgatadas segundos antes de carro explodir

Por Equipe G. Gospel em 03/04/2024 às 10:28:54

Brittany Gilchrist e suas filhas foram resgatadas segundos antes do carro explodir após sofrerem um acidente em uma rodovia, na Califórnia, Estados Unidos.

O acidente ocorreu no dia 22 de junho de 2011, quando um caminhão bateu na frente do veículo em que a família estava. No mesmo instante, vários motoristas correram para prestar socorro. Um deles era o militar, Bob Anthony, de 62 anos.

"Encontrei uma pedra, quebrei as janelas e pude ver que havia gente lá dentro", disse ele à CBN News.

Uma menina de quatro anos e um bebê estavam amarrados na cadeirinha no banco traseiro. A mãe, de 28 anos, ficou presa sob o painel, inconsciente.

"Quando senti o cheiro daquela fumaça, eu gritei: "Temos que tirá-los daqui'. Eu não queria que eles morressem", relembrou Bob.

Alguns homens conseguiram resgatar as crianças, enquanto Bob e outros tiraram Brittany dos destroços. Segundos depois, o carro explodiu.

MENTORIA EMPRESAS


Brenda Harris. (Foto: Reprodução/CBN News)

A motorista Brenda Harris, que estava parada no trânsito, disse: "Eu pude ver o fogo e vi que foi um acidente grave. Então, comecei a orar porque é isso que faço quando vejo um acidente, desligo o rádio e começo a orar:

'Senhor Deus, só quero interceder por essas pessoas neste acidente. Oro para que você os salve, os proteja e lhes dê vida'".

O motorista do caminhão não ficou ferido. Quando a emergência chegou ao local, eles informaram que Brittany estava tendo um sangramento interno. Além disso, ela tinha múltiplas fraturas e estava em estado grave.

Suas filhas, sem ferimentos fatais, foram levadas para um hospital próximo. Brittany foi levada para um hospital em Fresno, no caminho, ela teve duas paradas cardíacas.

O marido de Brittany, Marc, viu sua esposa, com quem estava casado há 5 anos, ligada a um aparelho de oxigênio antes de ser levada para uma cirurgia de emergência.

"Ela não estava totalmente consciente. Ela estava se movimentando um pouco, mas não sabia o que estava acontecendo", disse Marc.

E continuou: "Vê-la assim foi horrível. Então, eu desabei. Acho que naquele momento me lembro de ter orado e eu apenas disse: 'Por favor, não a leve. Aconteça o que acontecer, por favor, não a leve'".

Tapete Personalizado


No hospital

À princípio, Brittany precisaria de duas cirurgias para reparar as pernas que estavam quebradas em vários lugares. A principal preocupação dos médicos, era o trauma que ela sofreu no pescoço, pois ainda não sabiam se havia quebrado a medula espinhal.

Quanto às filhas, Cambria, de quatro anos, teve dois braços quebrados e ficou dois meses internada. Shaelin, de 5 semanas, teve apenas alguns cortes e foi liberada para ficar em casa com parentes.

Enquanto isso, as pessoas começaram a orar por Brittany. Entre eles, estava a motorista Brenda, que nunca havia parado de interceder.

"E dois dias depois, quando fui trabalhar, ouvi dizer que era Brittany, a enfermeira com quem trabalho. A coloquei nas listas de oração da minha igreja e também pedi a um grupo de amigos cristãos que clamasse por ela", relembrou.

Tempo depois, uma ressonância magnética confirmou que não havia fratura na coluna vertebral e que seu pescoço cicatrizaria com o tempo. No entanto, os médicos ainda não tinham certeza se ela voltaria a andar.

Ainda tentando recuperar a consciência, Brittany foi retirada da ventilação: "Eu sabia o quão grave era. Eu sabia que estávamos aqui por um motivo, que Deus poupou nossas vidas. E na verdade, esse é o meu primeiro pensamento, que estávamos vivas por uma razão e que Ele iria cuidar de nós. E foi daí que veio essa paz", declarou ela.


Brittany voltou a andar após os tratamentos. (Foto: Reprodução/CBN News)

Gratidão

Por mais de um ano, Brittany passou por outras duas cirurgias e continuou com os tratamentos. Até que um dia, ela voltou a andar sozinha e pôde retornar para o trabalho.

"Tem dias difíceis, mas o Senhor me deu força. Nem tudo foi curado, mas eu declaro: "Ok Senhor, seja feita a sua vontade. E Ele faz isso", disse Brittany.

Bob e outros dois homens, que resgataram a família no acidente, foram homenageados com o Prêmio Real Hero da Cruz Vermelha Americana por seus esforços. Ele e a família estão gratos pelo cuidado de Deus com elas e pelas orações que as sustentaram.

"Com a graça de Deus, estávamos todos lá e pudemos ajudar", afirmou Bob.

"Estou grata por estar lá naquele dia também", acrescentou Brenda. E Marc disse: "Eu olhei para trás e disse: 'Deus estava lá'".

"Os médicos disseram que eu não voltaria a andar e que eu não seria mais enfermeira. Mas, embora eles tenham dito que o acidente também seria fatal, estamos aqui. Então, com Deus todas as coisas são possíveis", concluiu Brittany.

Fonte: Guia Me

Comunicar erro
Consultoria

Comentários

Tapete Personalizado
Marketing para Advogados_2