Consultoria Gratuita

Livro de enfermeira de Cazuza testemunha a conversão do cantor antes de sua morte

Segundo informações extraoficiais, a autora do livro teve problemas judiciais com a família do cantor.

Por Equipe G. Gospel em 29/07/2022 às 15:34:22
Arquivo: Correio Brasiliense/ Divulgação e montagem.

Arquivo: Correio Brasiliense/ Divulgação e montagem.

Muitos fãs de Cazuza desconhecem o livro Fiz parte desse Show, da enfermeira Ana Maria da Costa, que conviveu nos últimos 15 meses da vida do ex-vocalista do Barão Vermelho durante sua batalha com a AIDS. A autora era membro da Primeira Igreja Batista do Andaraí, no Rio de Janeiro e missionária efetiva pela Junta de Missões Mundiais junto ao Centro Médico Batista em Assunção no Paraguai na Década de 90.

"Ele estava sempre inquieto, mas parou para ouvir a Palavra de Deus. Por isso valeu fazer parte desse show", explicou a enfermeira na contracapa de seu livro que teve apenas 3 mil exemplares de tiragem de uma única edição, publicado em julho de 1999, cerca de nove anos após a morte do cantor em 7 de julho de 1990, com 32 anos.

Segundo informações extraoficiais, a autora não publicou novas edições do livro por causa de problemas judiciais com a família do cantor.

O livro é o testemunho da enfermeira relatando os momentos difíceis que passou durante o tratamento de Cazuza e sua conversão a Jesus Cristo próximo à sua morte, após o cantor ter aceitado Jesus como salvador em oração após uma crise respiratória.

Consultoria Gratuita 2

Encontrar um exemplar do livro se tornou uma relíquia, mas é possível lê-lo em pdf. Segue o link abaixo:

https://kupdf.net/download/fiz-parte-desse-show-cazuza-livro-ana-maria-costa_5b0cc1a9e2b6f58d7ce127d3_pdf

Abaixo trechos extraídos do livro:

(...)

Porém, nisso tudo havia algo que me incomodava. Cazuza já havia falado para mim e declarado à imprensa que era bissexual e eu queria achar uma forma de mostrar-lhe que Deus não aprovava isso; comecei a orar e uma certa noite ele mesmo tocou no assunto.

- Ana, o que a Bíblia diz sobre o homossexualismo?

- A Bíblia não aprova. Deus abomina. Quando Ele criou a humanidade, criou apenas dois sexos: o homem e a mulher.

- Você pode me provar pela Bíblia?

- Claro. Existem vários outros capítulos da Bíblia que falam a respeito, eu irei procurar e depois lhe mostro, mas no momento abra sua Bíblia em Romanos 1, versículos 18 a 32 e leia.

- ... É, realmente aqui na Bíblia está falando: e se está escrito, eu acredito ... E você, casaria com um bissexual?

- De Jeito nenhum.

- Vocês é que estão certos, pelo menos não ficam expostos ao vírus da AlDS ... Puxa, Se eu te conhecesse há mais tempo, talvez não chegasse aonde cheguei.

Imagem de uma entrevista que a enfermeira deu a revista Juventude.

- Quem sabe?

- Eu quis viver 100 ou 1000 anos em trinta. Quis fazer tudo, tanta loucura. Poderia estar casado, ter um filho para quem deixar minhas coisas, minhas músicas. Reconheço que vacilei, minha vida é um apocalipse. Estou no fim ...Sabe Ana, hoje tenho uma ideia diferente dos crentes, eu imaginava que ser crente era ser bobo, que os crentes eram pessoas analfabetas, que viviam de um lado para outro com a Bíblia embaixo do braço dizendo que tudo é pecado. Imaginava que fossem pessoas que não iam à luta, e você sabe que sou super a favor das pessoas que remam contra a maré. Lá aí! Eu agora passei a admirar os crentes, tiro o chapéu para vocês.

E graças a Deus, o Senhor me fortalecia a cada dia; ele havia levado a Bíblia e de madrugada, quando todos já tinham ido dormir, entre um filme e outro, nós pegávamos a Bíblia, líamos e após, eu lhe explicava o que ele queria saber.

Uma noite, lendo o Evangelho de Mateus, eu lhe expliquei sobre os ensinamentos de Jesus, mostrando-lhe a importância de saber perdoar, não guardar rancor, a valorização do próximo e ele prestava muita atenção em tudo que eu lhe falava. Passado alguns dias após aquela noite eu entrei no quarto dele e o encontrei abraçado à uma tia a qual fazia algum tempo que eles não se falavam. Assim que me viu, sorriu e disse:

-Aninha, vem cá, aprendi na Bíblia sobre o perdão e perdoei a minha tia em nome de Jesus.

Um amigo da área de saúde me convidou para assistir uma palestra sobre AIDS no Hospital Albert Einstein em São Paulo. Era uma tarde cinzenta, e caminhando pelas ruas de São Paulo eu recordava com saudades os meses que passei com Cazuza naquela cidade.

Ao chegar naquele auditório, já repleto, sentei-me e prestei atenção em tudo o que o palestrante falava. Já no final da palestra, ele fez um comentário sobre uma frase Que o Cazuza falara para ele: "Minha enfermeira me transmite paz e só Jesus dá essa paz"

Vivi momentos difíceis com o Cazuza. Uma pessoa pública, bisexual declarado, usou drogas ainda bem jovem. As gravadoras fizeram álbuns especiais que estão fazendo de Cazuza uma eterna lembrança.

Ele morreu; continua vivo através de músicas que revelam a inquietação desta geração. Com toda a sua inquietação, ele parou para ouvir e ouviu a Palavra de Deus.

Após uma 'crise respiratória, onde ele quase morreu, após melhorar, Cazuza confessou: 'Eu quero aceitar Jesus" e orou comigo assim: -"Eu, Cazuza, um pecador, me arrependo dos meus pecados. Nesse momento, reconheço que Deus enviou Seu Filho para morrer por mim. Agora eu entendo que Jesus morreu na cruz, derramando o seu sangue para me salvar. Nesse momento, eu te peço Senhor Jesus, que me receba como filho. Jesus, eu te aceito pela fé no meu coração": - Dei graças a Deus quando Cazuza fez essa oração, mais ainda continuei falando do amor de Deus a ele e à sua família. No fundo, eu gostaria que houvesse tempo para ser publicado na imprensa essa decisão.

Consultoria Gratuita 1

Comunicar erro
Marketing para Advogados_2

Comentários

Supletivo_01 - Local 3