Marketing para Advogados
Consultoria Gratuita

Detalhes das telas do Google Pixel 7 e Pixel 7 Pro são revelados

Por Equipe G. Gospel em 28/05/2022 às 10:03:03

Revelados no último Google I/O, mas sem maiores detalhes, os novos smartphones Google Pixel 7 e Pixel 7 Pro tiveram suas especificações de telas vazadas. Sabemos que eles serão equipados com o novo processador Tensor de 2a geração (GS201), e que o módulo de câmeras agora terá uma cobertura de alumínio.

Detalhes das telas do Google Pixel 7 e Pixel 7 Pro são revelados
Detalhes das telas do Google Pixel 7 e Pixel 7 Pro são revelados / Divulgação: Google

As novidades dizem respeito as telas do Google Pixel 7 e Pixel 7 Pro. O modelo normal terá uma tela com resolução de 2400 x 1080 pixels e uma taxa de atualização de 90Hz, enquanto o Pixel 7 Pro terá uma resolução de 3120 x 1440 pixels, com uma taxa de atualização bem mais alta, 120Hz.

Vale citar que essas são exatamente as especificações das telas do Pixel 6 e do Pixel 6 Pro, assim não teremos novidades nesse sentido. Essas novidades, ou melhor, a falta delas, foi descoberta pelo 9 to 5 Google no Android Open Source Project, no qual o Google cadastrou os dois dispositivos. 

O Pixel 7 tem o codinome Cheetah (guepardo), e assim foi identificado como C10, enquanto o Pixel 7 Pro é chamado de Panther (pantera), com a identificação P10. Essas duas telas são as S6E3FC3 e S6E3HC3 da Samsung, assim como as dos modelos anteriores. O Google estaria trabalhando com uma nova tela da Samsung, S6E3HC4, para o modelo Pixel 7 Pro, mas isso não foi confirmado.

Única diferença nas telas é que a do Pixel 7 será um pouco menor

O Pixel 7 é um pouco menor que o Pixel 6, assim a tela é 1 mm menor na largura e 2 mm na altura. A tela do Pixel 7 Pro é exatamente do mesmo tamanho que a do Pixel 6 Pro.

Além disso, o Pixel 7 Pro também terá suporte a um modo nativo com resolução 1080p. Esse recurso deve ser usado para poupar bateria no modo de economia de energia.

Leia também:

Via 9 to 5 Google

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Fonte: Agência EBC

Comunicar erro
Marketing para Advogados_2

Comentários

Supletivo_01 - Local 3