Marketing para Advogados
Consultoria Gratuita

Mais de 400 ucranianos se entregam a Jesus na fronteira: "O Senhor responde às orações"

Por Equipe G. Gospel em 18/05/2022 às 23:25:04

Mais de 400 ucranianos se entregam a Jesus na fronteira:

A guerra da Ucrânia, que começou em 24 de fevereiro, quando a Rússia invadiu o país vizinho e coirmão, continua produzindo destruição e morte. Mas no meio de tudo isso, milagres e testemunhos surgem, levando alento àqueles que sofrem com os ataques.

Diversos grupos e instituições cristãs estou no país devastado e em fronteiras, como na Polônia, levando alívio e fé, como a Awakening Europe, que tem evangelizado os refugiados.

Evangelismo na fronteira da Polônia com a Ucrânia, feito por voluntários da Awakening Europe. (Foto: Instagram Michael Job)

Em abril, Michael Job, evangelista ordenado pelo “Cristo para todas as Nações” (Christ For All Nations – CfaN), esteve na fronteira da Ucrânia pregando o evangelho com um grupo que ele chama de “incrível e amantes de Jesus”.

A empreitada missionária rendeu 441 pessoas entregando suas vidas a Jesus como seu Senhor, entre todos os grupos de evangelismo que faziam o trabalho no local.

“Amávamos os refugiados e pregávamos em filas esperando para cruzar a fronteira e em ônibus. A esperança foi restaurada, o perdão foi recebido, a cura foi recebida e a salvação foi oferecida”, descreve Michael.

“Eu realmente louvo a Deus pelos muitos que foram tocados e receberam Cristo como Senhor, e eu louvo a Deus por esta equipe do Despertar Europa”, diz.

Refugiados

O trabalho evangelístico foi deito também em um centro de refugiados ucraniano em Cracóvia, Polônia.

“Alguns desses refugiados receberam Jesus como seu Senhor hoje!”, anunciou Michael, que agradeceu ao

Pr. Max por seu “grande amor e sacrifício por esses refugiados”.

Michael conta que conheceu o pastor Ivan há quatro anos e Deus lhe disse para ir para a Polônia e estabelecer uma casa de refúgio para que, quando a perseguição surgisse, pudesse abrigar refugiados ucranianos.

“Quatro anos depois vejo isso literalmente cumprido, quando o pastor Ivan transforma sua igreja em uma casa de refúgio e muitos ucranianos conseguem parar, dormir e ter recursos para se manterem vivos”, revela o evangelista.

Rádio e mídias sociais

Uma equipe da TransWorld Radio Ukraine está pregando a esperança de Cristo ao seu próprio país através de programas de rádio e mídias sociais.

“Nossa equipe ucraniana [teve] um aumento incrível de seguidores durante os últimos meses”, diz Frank Stephenson da TWR Europe.

“Acho que eram cerca de 10.000 seguidores em fevereiro e agora são mais de 50.000”, declara.

Eles fizeram a seguinte atualização sobre um testemunho que receberam de um ouvinte:

“Uma mulher ucraniana escreveu no Instagram para contar sobre incidentes milagrosos que ela testemunhou que revelaram o poder de Deus para proteger e transformar vidas”, disseram.

Ela contou que pouco depois do início da guerra em fevereiro, refugiados fugindo dos ataques devastadores em Kharkiv chegaram à sua igreja e sua família os convidou para jantar. Kharkiv é a segunda maior cidade do país e está sob repetidos bombardeios desde o primeiro dia.

“Os refugiados não sabiam praticamente nada sobre Deus, e um homem parecia incapaz de ficar parado enquanto checava continuamente seu celular. Então, eles descobriram o porquê: seus pais ficaram para trás em Kharkiv”, conta.

O pai da família anfitriã apresentou uma introdução à fé, compartilhando sobre Deus e Seu poder para nos salvar do pecado. Outros contaram testemunhos. Depois eles oraram e pediram ao Senhor que abençoasse os visitantes sitiados, que partiram no dia seguinte.

Alguns dias depois, o homem que estava tão preocupado com sua família ligou para o pai da mulher e testemunhou: “Eu acredito em Deus! Hoje pedi ao meu amigo que levasse meus pais para longe de Kharkiv e, assim que eles foram embora, a casa dos meus pais foi completamente destruída. Eu sei que é certamente o Deus a quem você orou!”.

Oração pelos refugiados na fronteira da Polônia com a Ucrânia. (Foto: Instagram Michael Job)

A mulher concluiu sua história no Instagram com um versículo bíblico perfeitamente adequado dos Salmos: “Busquei ao Senhor e Ele me respondeu e me resgatou de todos os meus medos”.

“Quando pedimos sinceramente ajuda ao Senhor”, ela observou, “Ele nunca nos deixa. Louvado seja Deus por Suas maravilhas”.

Apesar da tragédia, Deus não terminou de trabalhar na Ucrânia. “Eles recebem algumas respostas surpreendentes”, diz Stephenson sobre seus companheiros na equipe TWR Ucrânia.

“É muito tocante ver vislumbres de esperança no meio desta escuridão.”

Trabalho na reconstrução

Além pregar Cristo, a equipe da TWR Ucrânia está compartilhando os fardos de outros crentes. Após um bombardeio russo que destruiu parte do Seminário Bíblico Irpin em Kiev no mês passado, os membros da equipe do TWR Ucrânia visitaram o local para ajudar na limpeza.

Não importa qual seja a estratégia da Rússia ou o que aconteça a seguir na Ucrânia, “esse conflito não terminará tão cedo”, observa Stephenson.

Esse pensamento faz com que a TWR Ucrânia diz que “queremos estar lá para o longo prazo.”

Stephenson diz que a guerra provoca muitas consequências além das destruições físicas. “O ódio é uma delas, e tenho certeza de que há muito ódio de ambos os lados”, diz.

“Não somos chamados a ser agentes do ódio, mas agentes da esperança. É muito importante que o conteúdo que eles produzem continue a ser divulgado”.

Membros da equipe TWR Ucrânia no estúdio antes da eclosão da guerra. (Foto: TWR Ucrânia)

“Todo dia é um novo dia, um dia diferente e pode ser nosso último dia”, diz Stephenson.

“Ore para que o medo não domine, mas para que a poderosa Palavra do Senhor impacte profundamente as pessoas.”

Fonte: Guia Me

Comunicar erro
Marketing para Advogados_2

Comentários

Supletivo_01 - Local 3