CMVR - ABRIL/24

Nova ofensiva no leste da Ucrânia: o que já está acontecendo e o que buscam os russos

Por Equipe G. Gospel em 18/04/2022 às 19:46:09
'Agora podemos dizer que as tropas russas começaram a batalha pelo Donbass, para a qual se prepararam durante muito tempo', disse o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky. Entenda por que os russos concentram suas forças no leste da Ucrânia. Ucrânia afirma que Rússia começou nova ofensiva contra Donbass

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, anunciou nesta segunda-feira (18) o início da ofensiva russa contra o leste da Ucrânia, uma região parcialmente sob o controle de separatistas pró-russos e onde se intensificaram os combates.

Compartilhar pelo WhatsApp

Compartilhar pelo Telegram

"Agora podemos dizer que as tropas russas começaram a batalha pelo Donbass, para a qual se prepararam durante muito tempo. Uma grande parte de todo o exército russo se dedica agora a esta ofensiva", afirmou Zelensky em um discurso divulgado pelo Telegram.

"Não importa quantos soldados russos forem trazidos até aqui, lutaremos. Vamos nos defender", garantiu.

Leia também

Guerra na Ucrânia: por que a Rússia quer dominar região de Donbass

Vítimas de ataque em uma estação ferroviária na cidade de Kramatorsk, na região de Donbass, em 8 de abril de 2022

Anatolii Stepanov/AFP

O que dizem os líderes locais?

Pouco antes, o governador ucraniano da região de Lugansk, Serguei Gaidai, também anunciou o início da ofensiva russa contra o leste da Ucrânia.

"Isso é um inferno. A ofensiva da qual falamos há semanas começou", disse Gaidai no Facebook. "Há combates em Rubizhne e Popasna, combates incessantes em outras cidades pacíficas", completou.

Pelo menos oito civis morreram nesta segunda-feira por disparos e ataques russos, de acordo com as autoridades regionais.

Quatro pessoas morreram em Kreminna, uma pequena cidade da região de Lugansk tomada pelos russos nesta segunda-feira, declarou Gaidai no Telegram.

Outras quatro pessoas faleceram na região de Donetsk, segundo o governador ucraniano dessa região, Pavlo Kyrylenko.

"Dois em Torske, um em Chandrigalove e outro em Razdolne. Outras cinco pessoas ficaram feridas".

Qual é a estratégia da Rússia?

Desde que anunciou a retirada de suas tropas da região de Kiev, a Rússia concentra suas forças armadas no leste da Ucrânia, alvo de bombardeios frequentes desde o início da invasão russa em 24 de fevereiro.

Rússia anuncia que vai reduzir "drasticamente" ataques em torno de Kiev

O exército ucraniano anunciou há várias semanas uma grande ofensiva dos inimigos contra a região do Donbass, grande parte da qual está sob controle dos separatistas pró-russos das autoproclamadas repúblicas de Lugansk e Donetsk.

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou realizar uma operação militar na Ucrânia para salvar os russos do Donbass do "genocídio" orquestrado pelos "nazistas" ucranianos.

Por que o Donbass?

O Donbass é a região onde mais se fala russo e a mais industrializada da Ucrânia. A guerra entre separatistas apoiados pela Rússia e forças ucranianas no Donbass dura oito anos. Os separatistas declararam duas repúblicas independentes, que foram reconhecidas pela Rússia pouco antes da invasão.

O presidente russo, Vladimir Putin, afirma que quer "garantir a segurança da Rússia" e salvar ucranianos.

Especialistas acreditam que, com a resistência dos ucranianos, Putin quer obter uma vitória a todo custo no leste. O fim dos ataques na região do Donbass já teria até um prazo: dia 9 de maio, quando um imenso desfile militar na Praça Vermelha, em Moscou, lembra o triunfo soviético sobre as tropas nazistas na Segunda Guerra Mundial.

População já esperava

Há uma semana, o governador ucraniano de Lugansk, Serguii Gaidai, disse que o cenário de devastação e violência de Mariupol, no sul, pode se repetir no leste. "A batalha por Donbass vai durar vários dias, durante os quais nossas cidades poderão ser completamente destruídas", afirmou ele.

Gaidai pediu para que os moradores deixem urgentemente a região. Segundo as autoridades locais, a maioria dos civis vem obedecendo as recomendações.

As cidades do leste da Ucrânia se esvaziaram rapidamente nos últimos dias, na iminência dos ataques.

Veja vídeos para entender o conflito entre Rússia e Ucrânia

Fonte: G1

Comunicar erro
Consultoria

Comentários

Tapete Personalizado
Marketing para Advogados_2